Parte do coletivo Soylocoporti

Quanto mais pontos de vistas, melhor fica a visão para o mundo

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Fórum Social Mundial: Aldeia da Paz promove reunião entre Pontos e Pontões de Cultura

FSM, Aldeia da Paz, 31 de janeiro.

Às 16h aconteceu uma reunião entre vários Pontos e Pontões de Cultura do Brasil inteiro promovido pela Aldeia da Paz. Contando também com a presença de Zonda Bez do Minc e Henrique Crasto da TV Brasil, todos os pontos e pontões presentes (cerca de 20 pontos e 10 pontões) colocaram seus pontos positivos e negativos encarados no andamento dos projetos. Angélica e Guti do Coletivo Soylocoporti, proponente do recém conveniado Projeto Pontão de Cultura PAraná Kuai Tema estavam presentes. Uma troca de experiência riquíssima, principalmente para quem está começando!

Foi apontado que a capacitação em mídia livre é um ponto a ser trabalhado em muitos Pontos de Cultura, sendo assim, um ponto negativo atualmente. A burocracia para utilização da verba foi identificada também como ponto negativo para todos. “A sociedade civil deve se organizar, criar seus CNPJs para poder pleitear estas licitações e cartas convites, caso contrário quem deveria prestar este serviço vai ficar de fora”, afirma Zonda.

Pontos positivos mencionados na reunião foram: culturas locais fortes, participação da comunidade, geração de renda e equipe organizada.

Um exemplo de Pontão que está dando muito certo é a Caravana Cultura Viva, que viaja o Nordeste do Brasil promovendo oficinas e atividades para os Pontos de cultura.

A Caravana Cultura Viva, também chamada de Caravana Arcoiris por La Paz já existe há mais de 15 anos, porém agora vem desenvolvendo o trabalho de pontão de cultura. Esta Caravana está presente no Fórum Social mundial e lá organizou a Aldeia da Paz, local onde os acampados vivem em coletividade, praticando a culinário comunitária, permacultura, compostagem, entre outras atividades. As mais relacionadas com o Pontão de Cultura são a tenda Arte, onde as pessoas aprendem diversas habilidades artísitcas e circenses e também a produtora colaborativa da Aldeia, onde as pessoas podem gravar clipes, fazer vídeos, criar sites para os artesãos exporem suas obras, entre outras atividades de valorização cultural. A aldeia foi apresentada por Verônica, membro da Caravana Arcoiris, a todos participantes da reunião.

Após conhecer a Aldeia, Henrique Crasto da Tv Brasil não saiu de lá: permaneceu na produtora, socializou seus materiais e equipamentos, acompanhou a produção de um videoclipe e afirmou se sentir em casa: “Isso não parece ser real! REalmente outro mundo é possível!”, afirmou.

Acesse os links e conheça mais o trabalho da Produtora Colaborativa, da Aldeia da Paz, da Caravana Aroiris, da Tv Brasil e do Projeto Pontos de Cultura do Minc:

Produtora Colaborativa sendo decorada pelos participantes da Aldeia

Site da Aldeia da Paz

Vídeo sobre o Pontão Itinerante Cultura Viva

Sobre os pontos de Cultura

TV Brasil – A única rede de TV pública Brasileira

Programa Ponto Brasil: Programa da Tv Brasil colaborativo dos pontos de Cultura.

share save 171 16 Fórum Social Mundial: Aldeia da Paz promove reunião entre Pontos e Pontões de Cultura

Nenhum comentário »

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

FÓRUM SOCIAL MUNDIAL: POVOS ORIGINÁRIOS DA AMÉRICA LATINA SE POSICIONAM FRENTE A SITUAÇÃO MUNDIAL

ÍNDIOS BRASILEIROS, MAPUCHES CHILENOS, ENTRE OUTROS PUEBLOS 
ORIGINÁRIOS  DE GUATEMALA, BOLÍVIA, PERU TRANSFORMAM UM PALCO 
NUMA REVOLUÇÃO.

DURANTE A ATIVIDADE REAFIRMAÇÃO DAS CULTURAS DOS POVOS
ORIGINÁRIOS E TRADICIONAIS NO FSM EM BELÉM DO PARÁ, APÓS A
APRESENTAÇÃO DE ÍNDIOS BRASILEIROS, PUEBLOS ORIGINÁRIOS
DE VÁRIOS PAÍSES DA AMERICA LATINA OCUPAM O PALCO COM UMA
ENORME BANDEIRA DA WIPALA, QUE REPRESENTA A UNIÃO DOS POVOS
ORIGINÁRIOS E MARCAM PRESENÇA ATRAVÉS DE SÁBIAS FALAS. EIS
ABAIXO ALGUMAS FALAS FEITAS POR ELES:

"NÃO SOMOS BIBELÔS OU OBJETO DE APRECIAÇÃOO.
SOMOS PESSOAS, TEMOS PROPOSTAS E AS REIVINDICAMOS.
NÃO QUEREMOS MAIS SER TRATADOS COMO BONEQUINHOS
DE PAISAGEM PARA TIRAR FOTO" - NATIVO GUATEMALTECO

"JÁ FOMOS GUARDIÕES DA FLORESTA, HOJE SOMOS CASEIROS
DE GRANDES PROPRIETÁRIOS, MAS NÃO QUEREMOS SER
TRATADOS DESTA MANEIRA: QUEREMOS NOSSAS TERRAS
DE VOLTA, NÃO QUEREMOS FAVOR DE NINGUÉM"
INDIOS BRASILEIROS DA AMAZÔNIA

"QUEREM CONSTRUIR HIDROELÉCTRICAS NOS NOSSOS RIOS.
DIZEM QUE É PARA O BEM DO POVO, MAS NINGUÉM VEIO
PERGUNTAR PRA GENTE SE VAI FAZER BEM AQUI. SE QUEREMOS
ALAGAR NOSSA ALDEIA E A FLRESTA TÃO RICA E NECESSÁRIA,
PERDER NOSSAS CASAS. ESSA ENERGIA NÃO É PARA
O POVO, É PARA GRANDES INDUSTRIAS QUE DESTROEM
NOSSAS FLORESTA E DESTA ENERGIA O ÍNDIO NUNCA
PRECISOU E NÃO QUEREMOS PRECISAR" INDIOS BRASILEIROS
DA AMAZÔNIA

"EXISTEM HOJE EM DIA DOIS TIPOS DE ESTADO:
OS LIBERAIS E OS SOCIALISTAS. NÃO QUEREMOS
NENHUM DELES. QUEREMOS TIHUANACO DE VOLTA:
O ESTADO MULTINACIONAL LATINOAMERICANO,
ONDE TODOS OS POVOS SÃO RESPEITADOS E OUVIDOS"
MAPUCHE  CHILENO

OBS: NÃO CONSEGUI POSTAR AS FOTOS (QUE PENA!)
share save 171 16 FÓRUM SOCIAL MUNDIAL: POVOS ORIGINÁRIOS DA AMÉRICA LATINA SE POSICIONAM FRENTE A SITUAÇÃO MUNDIAL

Nenhum comentário »

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Fórum Mundial de Midia Livre abre debate sobre a hegemonia da informação pelas grandes companhias de comunicação

Começou hoje o Fórum Mundial de Mídia Livre em Belém do PArá.

p1260106 300x225 Fórum Mundial de Midia Livre abre debate sobre a hegemonia da informação pelas grandes companhias de comunicação

Mesa

O FMML, que antecede o Fórum Social Mundial, inicia nesta manhã com debates sobre a importancia do midialivrismo no combate da hegemonia da informação. Muitas reflexões foram levantadas durante as mesas de discussão. Por exemplo, você já parou para pensar….

- que as notícas apresentadas num telejornal de grande audiência são dadas como verdade por grande parte de seus expectadores, ou seja, este espaço de comunicação se torna uma poderosa máquina de formação de opnião…

- que esta “crise” que estamos passando pode ter sido primeiramente “anunciada” na grande mídia alarmando demissões em massa por grandes indústrias antes desdes locais a sentirem efetivamente…

- que mesmo não havendo notícia “quente” para aquele dia, alguma coisa vai ter que ter na capa do jornal…

- ou seja, que notícais quentes podem ser “fabricadas” através da valorização midiática de qualquer fato (ex: um acidente de trânsito, um violência contra a mulher, etc.)

- que, todavia, se o mesmo fato acontecesse no mesmo momento em que há uma grande cobertura de maior ibope (evento, tragédia, etc..) , provavelmente este primeiro fato apareceria de maneira muito infíma ou não apareceria nos notíciarios…

- que a linguagem utilizada pelos grandes telejornais se apropriam de termos e entonações de voz dando ares catrastróficos dentro de um mesmo padrão proprocionando, assim, uma hipnose coletiva para quem assiste, tornando essas pessoas com comentários parecidos a um rio de lamentações nos levando acreditar, por exemplo, que o sistema se tornou capitalista não temos saída, que a crise não poderia ser evitada, assim como fenômenos da natureza…

- que as grandes mídias dificilmente colocarão no ar notícias que possam ameaçar sua hegemonia ou despertar a reflexão sobre ela… ou seja, elas raramente fomentarão o debate sobre mídia livre…

- que se não fosse a verba pública, grande empresas midiáticas (REde Globo, REvista VEja, entre outros) não sobreviveria por 6 meses…

Para e pense. Comece a avilar suas fontes de notícias. Vale a pena perceber em que mídia você está antenado!!
Estas reflexões e muitas outras estão sendo despertadas e debatidas no FMML. Leia mais no site: http://forumdemidialivre.blogspot.com/

share save 171 16 Fórum Mundial de Midia Livre abre debate sobre a hegemonia da informação pelas grandes companhias de comunicação

4 comentários »

sábado, 24 de janeiro de 2009

Primeiras impressões – Belém do Pará

Minha primeira “postada” neste blog. Ainda estou me familiarizando. Belém, PArá, Prévias de um Forum Social Mundial que ninguém sabe como será, somente aguardando pra ver. A única coisa que sabemos e que vimos a té agora é que tem muita gente empenhada, porém, a estrutura ainda falta bastante. Eu, Angélica, mulher brasileira, companheira do Guti, mamãe do Otto Yamandu, T.O., membro do Soyloco e feliz em poder neste momento conciliar a maternidade com este blog e colocar um pouco do que há nesta minha mente multifocal em contato com outras diversas mentes…..

….22 de Janeiro, saída de Curitiba

madrugada conturbada para tudo dar certo

Ansiedade e atenção especial para o pequeno Otto

pai, mãe e filho: familia unida

avião: tempo curto de viagem

muito tempo de espera

muita grana em pouco tempo

grana curta me espera…

Gente interessante já abordo

iniciam as idéias:

Economia solidária, entre outras esperiências

pAra todos até para o Otto

Engatinhando por todo avião

frente-verso, gente a gente

enquanto os outros estão babando

este bebê sono não sente….

Vistas altas do Amazonas

rios largos, selva em plena ação

de um lado a natureza farta

já do outro, conurbação

Gente fresca, gente pobre

gente de todos os ninchos

muita gente sem um tostão

tendo da rua um lar garantido

e há anos no mesmo balão.

Já na selva, uma aldeia organizada,

Aldeia da paz, um caminho ôrganico,

uma mãe, uma só Gaia: TErra, ar,água e fogo

Não precisa de mais nada.

Yamandu alerta em tudo

No olhar, um registro para o sempre

Cara com tinta, lápis, chápéu

Sintonizou a sua mente…

Contradições que chocam na cara

pergunta: o que tu, então, faz?

talvez a resposta fechada nunca exista

mas o debate o Fórum traz…..

Bom, pessoal, como o tempo para escrever é curto, temos que usar a criatividade…. visitem o blog oficial e vejam mais imagens no vídeo-diário.

imga0835 300x168 Primeiras impressões   Belém do Pará

Aldeia da Paz

share save 171 16 Primeiras impressões   Belém do Pará

Nenhum comentário »

Blog integrante da rede Soylocoporti